Categorias
Governo Notícia

Você precisa de energia solar hoje! O sol será taxado!

O título pode soar um pouco agressivo e sensacionalista, mas é pra isso que títulos servem não é mesmo? Agora que temos a sua atenção, vamos entender o que exatamente é essa taxação solar e por que você deve considerar aderir ao sistema de placas solares o mais rápido possível!

PL 5829

Em janeiro deste ano, foi sancionado o Marco Legal da Geração Distribuída, antes chamada de PL 5829 e agora apelidada de “taxação do sol”. O objetivo da PL é estabelecer regras e condutas mais claras sobre o uso de energia solar, a relação do consumidor e distribuidora e firmar maior segurança judiciária para aqueles que aderirem ao uso da energia solar. Apesar das várias vantagens e correções que o Marco trás, um detalhe tem preocupado os usuários atuais e futuros: a taxação da instalação das placas solares.

Marco Legal da Geração Distribuída

Quando se fala em aderir ao sistema de energia solar, logo se associa com a ideia de uma economia enorme na conta de luz, afinal você está gerando a sua própria energia, certo? Isso ainda continua sendo uma verdade. Um dos sistemas mais comuns é o on grid, que é conectado à rede de energia elétrica convencional, ou seja, você ainda possui ligação com a empresa de energia. A economia nas contas vem do fato que a energia excedente que é gerada pelas placas solares é devolvida em forma de créditos a distribuidora de energia elétrica local. Com a “taxação do sol” haverá custos adicionais que podem aumentar os gastos, mas não se enganem, ainda é muito mais vantajoso usar a energia solar do que a energia convencional que vem ficando cada vez mais cara devido às crises nas hidrelétricas que abastecem a maior parte do país.

Ainda há esperança

Apesar do Marco Legal da Geração Distribuída já ter sido aprovado, existe uma janela de oportunidade para aqueles que querem adotar o uso de energia solar e NÃO ter que pagar pelas taxas extras. Segundo o Marco Legal da Geração Distribuída, aqueles que adotarem a geração de energia solar no período de 1 ano após a aprovação da lei ainda estarão sujeitas às normas de antes da aprovação do Marco, ficando isentos das taxas extras, porém, desfrutando dos benefícios legais que o mesmo oferece até o ano de 2045.

Mesmo que você venha a adotar o sistema após esse período, não precisa se preocupar. As taxas solares não são tão agravantes quanto pensa.

“Art. 27. O faturamento de energia das unidades participantes do SCEE não abrangidas pelo art. 26 desta Lei deve considerar a incidência sobre toda a energia elétrica ativa compensada dos seguintes percentuais das componentes tarifárias relativas à remuneração dos ativos do serviço de distribuição, à quota de reintegração regulatória (depreciação) dos ativos de distribuição e ao custo de operação e manutenção do serviço de distribuição:

  • I – 15% (quinze por cento) a partir de 2023;
  • II – 30% (trinta por cento) a partir de 2024;
  • III – 45% (quarenta e cinco por cento) a partir de 2025;
  • IV – 60% (sessenta por cento) a partir de 2026;
  • V – 75% (setenta e cinco por cento) a partir de 2027;
  • VI – 90% (noventa por cento) a partir de 2028;
  • VII – a regra disposta no art. 17 desta Lei a partir de 2029.”

Como podem ver, a lei já deixa claro o escalonamento das taxas. No ponto VII é mencionado o art. 17 onde fala que a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) determinará as regras tarifárias a partir de 2029.

Agarre a oportunidade AGORA!

O Brasil está sendo um dos países pioneiros na geração de energia solar e um dos mais benéficos até em posicionamento físico global, estamos literalmente no local mais vantajoso do planeta para captar o máximo de energia solar e tirar melhor proveito da tecnologia de energia solar. O Marco vem para tornar algo que já era bom, melhor ainda, mais seguro e regulamentar. Sim, é chato que haverão taxas extras onde antes não tinha, mas como vimos no texto, há oportunidade para que isso seja evitado para novos e velhos clientes. Dito isso, aproveitem AGORA a oportunidade para gerar a sua própria energia e economizar na conta elétrica da sua residência!

Nós da Inove Energia estamos ansiosos para termos você fazendo parte da nossa família.

Whatsapp: (53) 99951-6938

Venha nos visitar!

Em Pelotas: Av. Adolfo Fetter, 912. Recanto de Portugal. Fone: (53) – 3342-0999;

Em Rio Grande: Oceantec Parque Tecnológico da FURG. Fone: (53) 3342-9099;

Categorias
Economia Energia Solar Governo

Motivos para usar energia solar em 2022!

2021 tivemos um aumento de 70% de adesão ao uso de energia solar em relação a 2020, 7,9 GW instalados e expectativa de dobrar para 2022. Aumento na conta de luz causado majoritariamente graças a crise hídrica entre junho e setembro e mesmo com as chuvas do final de ano, as tarifas continuam excessivas graças as cobranças das bandeiras quase sempre estarem no vermelho. Graças a isso, o incentivo do uso de energia solar foi aumentado para amenizar esses custos. Com essa incerteza da estabilidade na conta de luz, acredita-se que em 2022 haverá ainda mais procura pelos serviços de energia solar.

O advento da tecnologia inseriu no nosso dia-a-dia diversos equipamentos novos que dependem do uso de grande quantidade de energia elétrica, como Air-Fryers, climatizadores, smart-TVs mais potentes, veículos elétricos populares, como bicicletas e patinetes etc. Isso claramente se reflete no maior consumo de energia e por consequência contas mais caras. Com a energia solar, o aproveitamento desses utilitários pode ser mais bem aproveitado sem medo de surpresas a serem pagas no fim do mês.

Com mais pessoas e empresas usando o sistema fotovoltaico como fonte de energia, o meio ambiente também agradece. O sol é uma fonte limpa e inesgotável. Estudos mostram que para cada tonelada de emissão de CO2 é necessário o plantio de 7,14 árvores para que o dano ambiental seja compensado. Com a energia fotovoltaica impedindo, por exemplo, a liberação de 2 mil toneladas de CO2 na atmosfera é como se mais de 14 mil árvores tivessem sido plantadas.

Governo aprova a PL 5829

Se já não bastassem as vantagens econômicas e ambientais o uso de energia solar ganha um novo incentivo com a aprovação da PL 5829

Essa nova lei irá garantir direitos e vantagens para os clientes que geram a própria energia com os sistemas fotovoltaicos, além de esclarecimentos quanto aos deveres e obrigações dos órgãos governamentais e privados competentes da área.

Nesse vídeo da Bárbara Rubim, ela explica de forma bem didática 5 características importantes sobre o PL 5829.

2022 está só no começo e se existe um momento para usar a energia solar, é AGORA! Nós da Inove estamos postos e prontos para atender!

Acesse o nosso site clicado AQUI e faça uma simulação na nossa calculadora solar e veja na prática a economia que terá ao instalar as placas fotovoltaicas! Energize o seu 2022 e ajude a salvar o planeta!

Também estamos no Whatsapp: (53) 99951-6938

É mais que bem-vindos a conhecerem nossas lojas:

Em Pelotas: Av. Adolfo Fetter, 912. Recanto de Portugal. Fone: (53) – 3342-0999;

Em Rio Grande: Oceantec Parque Tecnológico da FURG. Fone: (53) 3342-9099;